Clube do Verona

Bem vindo ao Clube do Verona!!!

O Ford Verona é um sedan médio de luxo derivado do Escort, projetado na base do Ford Orion europeu, que teve seu início de produção no final do ano de 1989 e foi produzido até 1996, com uma interrupção durante o ano de 1993.

O codinome inicial do projeto era Nevada. A Ford estava indecisa quanto ao nome final do projeto, e resolveu escolher o nome aleatoriamente em um computador. O nome selecionado apareceu: Verona. Chegou ao mercado em 1989 com duas opções de motor, o Ford CHT 1.6 e o VW AP 1.8. Posteriormente receberia o motor 2.0 AP, além da configuração 1.8i e 2.0i, ambos VW AP também.

Primeira geração

A produção do Verona no Brasil se iniciou em 1989. O design externo e interno e a parte mecânica da 1ª geração do Verona lembra a 4ª geração do Escort, com exceção do porta malas maior do Verona. A motorização, o câmbio, os assentos dianteiros, o painel e o volante são bem semelhantes ao do Escort.

A 1ª geração do Verona também é chamada de MK4 (4ª geração), devido a possuir praticamente o mesmo acabamento interno e o aspecto externo semelhança com a 4ª geração do Escort. A 1ª geração do Verona no Brasil foi produzida somente com carroceria duas portas.

Em relação ao Ford Orion produzido na Europa, o Verona tem um design mais bem resolvido, principalmente na sua parte traseira, com um bonito porta malas com maior capacidade.

Versões

  • LX (Luxe Version) – Versão mais simples. Possuía faróis de neblina de série.
  • GLX (Gran Luxe Version) – Versão mais completa. Seu painel, diferentemente da versão LX, possui conta-giros. De série, possuía trio elétrico (vidros, travas e retrovisores), além de ar condicionado. Tinha como opcional teto solar.

Ford Verona 1.8 GLX 1992

Especificações técnicas:

Clique na imagem para ampliar

especificação técnica ford verona 02

 

Ford Verona (1ª geração)
Visão Geral
Nomes
alternativos
Ford Orion
Produção 1989 — 1992
Fabricante Ford
Modelo
Carroceria Sedan (2 portas)
Ficha técnica
Motor CHT 1.6 (Ford)
AP 1.8 (VW)
Transmissão Manual – 5 marchas
Modelos relacionados Ford Escort
Volkswagen Apollo
Dimensões
Comprimento 4,35m
Entre-eixos 2,4m
Largura 1,79m
Altura 1,33m
Peso 955kg (CHT 1.6)
970kg (AP 1.8)
Tanque 64l

 

O Verona foi, junto com o Volkswagen Apollo, o primeiro lançamento da Autolatina no Brasil. Os dois modelos tinham poucas diferenças mecânicas e estéticas. O Verona tinha uma característica mais clássica em relação ao seu irmão, que vinha com um desenho mais esportivo. O Verona, na década de 90, foi tido como um dos carros mais silenciosos do mercado brasileiro.

Segunda geração

Ford Verona (2ª geração)
Verona 1995.jpg Ford Verona Segunda Geração
Visão Geral
Nomes
alternativos
Ford Orion
Produção 1993/1994 — 1996
Fabricante Ford
Modelo
Carroceria Sedan (a primeira versão somente de 2 portas; a segunda versão somente de 4 portas)
Ficha técnica
Motor AP 1.8/1.8i (VW)
AP 2.0/2.0i (VW)
Transmissão Manual – 5 marchas
Modelos relacionados Ford Escort
Volkswagen Logus
Volkswagen Pointer
Ford Focus
Dimensões
Comprimento 4,22m
Entre-eixos 2,52m
Largura 1,69m
Altura 1,36m
Peso 1060kg (LX)
1075kg (GLX 1.8)
1115kg (GLX 2.0)
1145kg (Ghia 2.0i)
Tanque 64l

No 2º semestre de 1992, Escort avança para a 5ª geração. O Verona, seguindo o padrão da geração anterior, também segue. Porém, ao contrário do Escort MK5 (5ª geração), que seus primeiros modelos eram 92/93, o Verona só veio a possuir modelo 93/94. Seguiu o mesmo padrão, com acabamentos e diversas peças iguais a sua versão Hatch, o Escort. Desta vez, a carroceria era 4 portas. Nesta geração, os motores eram todos Volkswagen AP; 1.8 e posteriormente 2.0.

Versões

Verona 1.8 GLX 1994

GL – Versão mais simples do Verona. O modelos de 93 a 95 possuíam apenas a opção de motor 1.8 AP carburado. O modelo 96 recebeu injeção eletrônica FIC, a mesma que equipava o Escort XR3 1995.

LX – Versão de luxo. Destaca-se pela raridade. De 93 a 95 possuía apenas a versão 1.8 carburada. Em 95 e 96, recebeu, também, a injeção eletrônica FIC.

GLX – Modelos 93/94 e 94/94 podiam ser 1.8 ou 2.0 carburados; tinham como opcionais: retrovisores elétricos, ar condicionado e vidros traseiros elétricos. Em 95, o ar condicionado passou a ser de série, e o motor ganhou injeção eletrônica.

Ghia – Versão mais luxuosa disponível. Possuía o motor nas duas litragens disponíveis, mas sempre com injeção eletrônica; 1.8i ou 2.0i. De série, possuía: vidros, antena, retrovisores e travas elétricas, rádio digital com CD Player, rodas de liga leve, bancos com regulagem de altura e lombar, volante com regulagem de altura e distância, ar condicionado completo. Seu único opcional eram bancos em couro. Até o lançamento da versão S, era a única que possuía freio a disco nas 4 rodas.

S – Versão esportiva. Merece ser dividida em dois modelos:

1995 – Versão especial. Lançada em Agosto de 1995 pela Ford. Faz uma alusão ao modelo XR3, mas no modelo sedan. Esta foi uma versão com quase todos itens de XR3. Produzida apenas por 2 meses; Agosto a Setembro de 1995. Possuía todos os itens de série, motor 2.0i, ar condicionado, ar quente, antena elétrica, vidros (nas 4 portas), travas e retrovisores elétricos, faróis de neblina dianteiros e traseiros, freio a disco nas 4 rodas. Na lista de itens herdados do Escort XR3, estão: para-choque dianteiro com faróis de neblina e setas inferiores diferenciadas, grade do radiador fechada, faróis bi-parábolas (duplos), setas superiores mais curtas, volante, painel de instrumentos, manopla do câmbio. É neste modelo que se encontram um dos itens talvez mais raros de toda a linha Escort/Verona: bancos Recaro próprios para o Verona, com regulação de lombar, altura e reclinação. Estes bancos se diferem dos bancos Recaro utilizados no XR3 em pontos como tonalidade (mais clara no Verona), posicionamento do escrito “Recaro” (mais abaixo no Verona), além da ausência de botões laterais rebatedores, visto que estavam equipando um carro 4 portas. Um ponto onde a versão S foi questionada, foi a ausência de teto-solar, nem ao menos como opcional. Item este que o Escort XR3 possuía de série em todas as gerações. Vale a pena lembrar que esta versão 1995 não possuía nenhum item como opcional.

1996 – Com a chegada de capôs novos em toda a linha Escort/Verona 1996, com grade oval imbutida, este modelo passou a ter uma frente diferente do modelo 1995. Apesar da inovação, este modelo sofreu um grande empobrecimento, pois perdera vários itens do modelo 1995: para-choque dianteiro, faróis de neblinas e setas inferiores diferenciadas, faróis bi-parábolas, setas superiores mais curtas, grade fechada do radiador, freio a disco nas 4 rodas. O ar condicionado, assim como retrovisores e vidros traseiros elétricos eram agora opcionais, não mais de série. Além disto, também perdeu os bancos Recaros especiais do Verona S.

Especificações técnicas

Clique na imagem para ampliarespecificação técnica ford verona 2 geração 2

 

Novo capô na linha 96

Em 1996, último ano de produção da 5ª geração do Escort, este ganha o capô do Escort MK6 (geração não disponível no Brasil) e continua com todo o conjunto de mesma forma. O Verona segue o padrão. O capô possui a grade embutida, em forma oval.

Sai Verona, entra Escort Sedan

Em 1997, surge a geração 7ª geração do Escort (MK7), com motor Zetec 1.8 16v e posteriormente Zetec Rocam 1.6 8v. Diferentemente do Escort, o Verona sai de linha, dando lugar ao Escort Sedan.

O Escort Sedan foi produzido apenas em 1997 e 1998, nas versões GL e GLX, ambas equipadas com o novo motor Zetec 1.8 16v à gasolina, que rendia 115cv. A versão 97/97 GLX recebeu teto-solar elétrico de fábrica. Em 1998 o Escort Sedan se despede do mercado, deixando seus irmãos Hatch e SW (Station Wagon) no mercado até 2003, decretando o fim da linha Escort. Linha esta que foi anunciada em 2013 que estará de volta ao mercado.

Em 1998 foi lançado o sucessor da linha Escort/Verona, o Ford Focus, que chegou no Brasil apenas no ano de 2000.

 

error: Content is protected !!